postado por ana e categorizado como Entrevistas, Imagens, Nancy Drew, Notícias, Photoshoots, Séries
12.10.2019

“Sinto que passo mais tempo como Nancy do que como eu mesma”, diz Kennedy McMann, descansando em um sofá no Wagner Hotel no centro de Manhattan.

A atriz, que interpreta a personagem principal da série da CW “Nancy Drew”, estava encerrando sua primeiríssima tour de conferência de imprensa em Nova York atrelada á estreia da série. Em poucas horas, ela deveria pegar um avião de volta para Vancouver, onde ela está atualmente filmando o meio do episódio oito da série. Por isso, era difícil de dizer quem ela era no momento — um pouco Nancy, e um pouco Kennedy.

“Eu trabalho 16 horas por dia, todo dia, e os finais de semana quando tenho folga são ótimos para descomprimir e desanexar. Mas a minha mente está sempre sendo atraída de volta, porque é muito consumidor e Nancy e eu somos semelhantes em muitas coisas,” McMann acrescenta depois de vestir uma legging, um suéter enorme azul que complementa seus olhos azuis e mechas loiras morango e sandálias estilo Teva para o voo pelo país.

É um grande papel para uma atriz de 22 anos, quem recentemente se formou no curso de teatro da Carnegie Mellon e conseguiu seu primeiro piloto da temporada na última primavera com o objetivo de simplesmente ser chamada de volta para um projeto.

“Eu senti, ‘Se eu conseguir um Callback, eu fiz o progresso, o que é um ótimo sinal para mim,’” ela recorda. Ela estava vivendo em Nova York na época e jogando Dungeons & Dragons quando sua agente a enviou uma mensagem sobre “Nancy Drew”; depois de ler o roteiro, as apostas aumentaram para a fã de longa data da personagem.

“Eu estava tipo, ‘Oh, meu Deus, essa é a minha voz e o jeito que eu penso e falo e lido com as situações, e esse é o meu senso de humor,” ela diz. “Eu pensei, ‘Isso ficou assustador, porque eu quero muito isso.'”

Felizmente, o estúdio e o canal de TV viram as sinergias entre ela e a personagem também.Nancy Drew foi interpretada nas telas várias vezes — primeiro nos últimos trinta por Bonita Granville e mais recentemente por Emma Roberts; Sophia Lillis foi escolhida para interpretar ela no quarto próximo filme — e a personagem continua ressoando e se adaptando ás novas gerações.

“Nancy Drew sempre foi a frente de seu tempo, e eu acho que isso ainda ressoa na maneira em que ela se conduz e sua vida. Ela realmente tem sua influência e seu poder, ela não se coíbe disso,” McMann diz. “Ela está sempre metida por aí porque ela representa esse conceito recorrente realmente bonito, que é essa jovem guerreira da justiça social; uma rebelde com uma espécie de causa, que está disposta a fazer o que for preciso para corrigir os erros, e descobrir as coisas, e aprender a verdade sobre as coisas e compartilhá-la com outras pessoas.”

McMann lança mais adjetivos para a mulher Renascentista: destemida, meticulosa, espirituosa. “E ela sabe fazer um milhão de coisas — ela pode fazer código Morse e tocar gaita de foles e ler lábios e abrir fechaduras. Ela é incrível.”

Seguindo o sucesso da série “Riverdale”, que leva uma abordagem de novela aos personagens dos quadrinhos Archie, a CW adotou uma abordagem similarmente mais sombria com “Nancy Drew,” dando a personagem mais idade — ela tem 18 na série — e um giro mais agressivo principalmente com o público jovem adulto em mente. (“Nancy Drew” até literalmente segue “Riverdale” no horário, 21:00 horas ás Quartas-feiras.) Além das esperadas investigações e soluções de mistérios, a série incorpora tramas sobrenaturais e extraconjugais.

“Enquanto todas essas [acima mencionadas] coisas permanecem verdadeiras sobre essa iteração da personagem, ela é retratada pela primeira vez como não sendo perfeita — como alguém que faz sacrifícios em sua vida pessoal e em sua vida emocional, em suas relações, a fim de continuar essa busca implacável pela justiça,” acrescenta McMann. “E ela não é sempre a filha perfeita e a amiga perfeita. É realmente refrescante assistir nossa Nancy navegar pelo equilíbrio desses desejos insaciáveis para resolver esses mistérios á medida em que eles aparecem, mas também equilibrar isso com a necessidade de ser amada. Eu sei que não tenho nenhum interesse em assistir a pessoa perfeita fazer as coisas.”

Enquanto McMann viveu em Nova York antes da série, ela está atualmente vivendo um pouco do estilo da vida nômade, embora que seu noivo e seus gatos estejam vivendo com ela em Vancouver, o que torna de fato, mesmo que temporário, em casa. Nascida em Michigan e criada pela maior parte no Arizona, ela foi diagnosticada com TOC quando criança; a atuação proporcionou uma pausa. Seu primeiro papel foi interpretando dois personagens em “Os Três Mosqueteiros”: uma moça e uma freira. Com seu primeiro papel na TV sendo uma complicada Nancy Drew, a jornada dela se completa.

“O que se tornou uma segunda forma de terapia para mim foi o teatro,” ela diz. “Me senti absolutamente apaixonada por isso, porque eu percebi que aquelas três ou quatro horas de ensaios todos os dias depois da escola, me fazia substituir meu cérebro pelo de outra pessoa. E isso se tornou uma forma valiosa de fuga para mim.”

Esperançosamente os fãs irão sentir igualmente apaixonados com a nova Nancy Drew. De qualquer forma, as avaliações provavelmente irão decidir se Nancy— e McMann — estão na TV para ficar. Por agora, continua sendo um mistério.

Imagens do ensaio fotográfico:

Fonte: WWD
Imagens: Lexie Moreland

relacionado
15.08.2020
relacionado
14.08.2020
relacionado
11.04.2020
relacionado
08.04.2020
comente a postagem!